segunda-feira, 24 de novembro de 2014

UMA FILÓSOFA... TAMBÉM POETISA...

COMO EU CONHECI VIVIANE MOSÉ? HÁ UM ANO ATRÁS, EM UM VÍDEO DELA FALANDO SOBRE NIETZSHE. GOSTEI MUITO DA SUA ANÁLISE. MAS NÃO SABIA QUE TAMBÉM FAZIA POESIA, POESIAS CONVICTAS. ALGUMAS QUE ENCONTREI:

POESIA I
A maior dor
Não é a de amor
Que cicatriza
Quando a gente
Ama novamente.

Mas a dor da amizade.
Nela, um novo amigo
Não apaga a dor
Causada por um antigo.

Fica, feito uma faca
Que a gente conserva
Eternamente no peito
E muitos anos depois

Ainda nos arranca
Lágrimas de sangue.
O mal mais bem sucedido
Vem sempre vestido de amigo


____________________________________

PENSAMENTO I
Lúcido deve ser parente de lúcifer
A faculdade de ver deve ser coisa do demônio 
Lucidez custa os olhos da cara
____________________________________

POESIA II:

Ponto de Fusão 

Há um lugar onde chegar
Um estado, uma postura
Onde tudo se completa.

Há, sim, um lugar, uma alegria
Onde não há mais letra
Apenas mãos que se dão

E não birra. Há um ponto
De fusão, onde tudo se abraça
E já não há mais frio

Na alma, apenas o calor
Do sagrado e do amor
A aderir o que separa

_____________________________________

POESIA III:
Gente é mais ou menos como rio:
Tem os que gostam de perigo e se lançam de grandes alturas
Tem os de muitos braços que atiram pra todos os lados
Tem os de muitos redemoinhos que comem bois e gente
Tem os que gostam demais de si e viram lago
Tem os que só sabem correr parados
São os empoçados os pantaneiros os alagados
Tem os que transam com a terra formando ilhas
O fundo de alguns é de pedra. Tem os de peixes coloridos
Outros têm água clarinha. E tem gente córrego seco
E tem gente riacho escuro. Alguns a terra engole vivos
E tem até rio que corre pra trás
O rio que eu sou nasceu em janeiro

Tem gente que tem o costume de vazar pelos cantos.
No começo vaza calada. Aos poucos. Aos pingos.
Mas se pega gosto principia o derrame.
Escorre quando fala. Escorre quando anda.
Não tem mais braço nem cabelo que segure.
Parece que vicia em ficar transbordada.

Mas tem gente que quando transborda é pra dentro
E corre o risco de ficar represada. E represa, você sabe.
Se aumenta muito arrebenta.

Mas se a pessoa ensaia um jeito de derramar pra fora
Aí vai fazendo leito. Vai abrindo seu caminho na terra
E a terra parece que se abre para ela passar. Às vezes não.



terça-feira, 4 de novembro de 2014

Pedacinhos de Areia-PB

Cidades antigas fascinam... Transmitem as marcas do tempo... A sensação de mistério... O desejo de querer ver os movimentos que por ali existiam...











O TEU RISO FÁCIL QUE NINGUÉM VÊ A ESSÊNCIA DELE TÃO FÁCIL...



















































E lá tem um pedacinho da Mata Atlântica de Altitude...



 Queria ser o que eu deveria ser... um ser no meio de outros seres... que são o que são porque estão sendo e vivendo no meio mais lindo que Deus criou: a natureza...

A SUPER SUÊNIA

  OS QUERIDOS...

QUERIDO FELIPE, MOSTRANDO-ME UMA FOTO DE UMA ABELHA POUSANDO NA FLOR, E EU DIZENDO: "ÊÊÊITAHHH COISA LINDA..." (Registro inesperado feito por Suênia).
PARA VER MAIS IMAGENS: https://www.flickr.com/photos/127070932@N06/  

domingo, 19 de outubro de 2014

TAQUARY

29 DE SETEMBRO NA PRIMAVERA DE TAQUARITINGA DO NORTE-PE.
É LINDO QUANDO O INESPERADO ACONTECE... AINDA QUE EM MEIO DE OBSTÁCULOS, PROBLEMAS... SER ACORDADA DE MADRUGADA PELO TIO, CHAMANDO-ME PARA TOMAR CAFÉ NA "SERRA"... E DE REPENTE, VER TANTAS FLORES EM UM LUGAR CONSIDERADO SECO... PÁSSAROS... PERTO, LONGE... GATOS... LEITE NATURAL... PRESENTE...

















AGUARDANDO O RETORNO...



sábado, 18 de outubro de 2014

sábado, 11 de outubro de 2014

PRESENTE DE ONTEM

DA MINHA JANELA...
ATÉ ONDE A VISTA ALCANÇA...
O PRESENTE...



OBRIGADA, SENHOR, PORQUE ENTRE DIAS DE CHUVAS, ESSE DIA FOI COMPLETO: MANHÃ DE SOL, PÔR-DE-SOL E CHUVA A NOITE PARA LAVAR E LEVAR...